PLATAFORMA PARA ACESSIBILIDADE ELÉTRICA - GPAE

Desenvolvidas e fabricadas com segurança e robustez, as Plataformas de Acessibilidade elétricas da GROMOS são indicados para o uso em residenciais como casas, coberturas e projetos residenciais de alto padrão, combinando praticidade e elegância no mesmo equipamento, proporcionando acessibilidade, modernidade ao ambiente e segurança. A GROMOS desenvolve o equipamento de acordo com a necessidade de cada obra, atendendo à norma de segurança da ABNT (NBR 9386-1:2013). Para obras já existentes, consulte-nos para medidas especiais. A GROMOS possui um sistema EXCLUSIVO de renivelamento automático em todas as suas plataformas de acessibilidade elétricas, evitando que o equipamento pare desnivelado em relação ao piso do pavimento.

Aspectos Técnicos

  • Tem a finalidade de atender ao uso residencial, ou instalação em locais públicos com o objetivo de uso restrito para acessibilidade;
  • Melhor relação custo-benefício para atender percurso de até 2 metros ou 4 metros (com enclausuramento);
  • Sistema de elevação por acionamento elétrico silencioso incorporado à estrutura do equipamento;
  • Capacidade de 3 passageiros ou 250 Kg OU 340 Kg;
  • Velocidade de deslocamento até 15 m/min;
  • Percurso de até 4 metros;
  • Em caso de falta de energia, o elevador possui um sistema de Resgate de emergência manual e seguro;
  • Opcional: Resgate automático;
  • Acabamento da cabina e portas em aço inoxidável, panorâmica ou pintura eletrostática;
  • Portas de pavimento eixo vertical;
  • Entrada / Saída unilaterais, 90º, opostas ou trilaterais;
  • Controle de baixa tensão por pressão constante, tipo joystick e inserto Braille;
  • Opcional: torre metálica autoportante (dispensa a caixa de corrida em alvenaria);
  • Bloqueio antiesmagamento com sensores de infravermelho;
  • Trinco eletromecânico, que impede a abertura da porta quando a cabina não estiver parada no pavimento;
  • Instalações elétricas em conformidade com a NBR 5410;
  • Integralmente projetado em conformidade com as normas ABNT NBR 9386-1:2013.

Cabines para Acessibilidade

Portas de Pavimentos

Informações Sobre o Projeto

  1. Porta;
  2. Enclausuramento em alvenaria ou vidro;
  3. 1º andar;
  4. Percurso;
  5. Altura da cabina: 1100mm;
  6. Térreo;
  7. Rebaixo de 150mm;
  8. Plataforma;
  9. Motor deixar na parede um alojamento de 800x800mm;
  10. Torre com guias;
  11. Fornecimento do cliente: ponto de energia elétrica, disjuntor monofásico ou trifásico 220/380 VCA;
  12. Painel de comando;
  13. Parede de apoio para torre em alvenaria ou metálica;
  14. Caixa de corrida (torre em alvenaria).

 

 

 

 

 

  • Fechamento do poço em alvenaria (por contato do cliente);
  • Opcional: torre metálica autoportante (dispensa a caixa de corrida em alvenaria);
  • Tensão de alimentação (220/ 380/ 440 volts) monofásico ou trifásico;
  • Fixação do equipamento: exige pontos de fixação na caixa de corrida a cada 1500mm;
  • Para percurso de até 2 metros não é necessário enclausuramento, apenas fechamentos laterais. Por exigência de norma, o equipamento deve ser permanentemente protegido (através de estrutura fixa) da ação de intempéries e não pode ter contato com água;
  • Para percurso de até 4 metros a norma exige enclausuramento de estrutura permanente e sem protuberâncias no interior da caixa de corrida. O enclausuramento da torre deve ser capaz e proteger o equipamento contra intempéries.
  • Caso o rebaixo seja inviável, pode ser utilizada uma pequan rampa de acesso com inclinação máxima de 8,33%;
  • Não necessita de poço, apenas rebaixo de 15cm no primeiro pavimento;
  • O piso do rebaixo deve suportar cargas estáticas a seguir:
    – Até 2 metros de percurso: 1300kgf;
    – Até 4 metros de percurso: 1500kgf.

Solicite um orçamento

Vamos agilizar o seu atendimento! Preencha o formulário abaixo que retornaremos o mais breve possível.



OBTENHA TODAS AS INFORMAÇÕES PARA O SEU PROJETO

Faça o download do nosso catálogo gratuitamente, basta nos informar o seu nome e e-mail para baixar.

Open chat